27 de fevereiro de 2009

Patrocínio do Corinthians. Estratégia ou golpe de sorte?

Segundo nota no Esporte Bizz, o Corinthians teria rejeitado duas ofertas da Samsung para voltar a patrocinar o clube. Antes de fechar com o Palmeiras, a empresa procurou o Corinthians e ofereceu R$ 18 milhões por temporada, num compromisso de três anos. Após negativa do clube, a empresa teria aumentado a proposta para R$ 20 milhões, pelo mesmo período, e, de novo, o Corinthians teria recusado, fazendo uma contra proposta que pedia o dobro do valor.

Bom, o resultado está aí. Acordo nenhum foi fechado e o Corinthians continua sem patrocinador.

Claro que a situação com a Samsung envolve outros fatores. Na época em que o Corinthians foi rebaixado para a segunda divisão, a multinacional quis reduzir o valor do patrocínio - previsto em contrato - e teve mais um 'não' como resposta do clube.

Como o Bruno já colocou em posts anteriores, o tempo está passando para o clube e, neste cenário de incertezas, jogar todas (ou pelo menos boa parte) de suas fichas no Ronaldo fenômeno pode acabar saindo caro para a diretoria do clube lá na frente. Torço muito pelo atleta e espero que quando o fenômeno finalmente estrear contra o Palmeiras o clube consiga mostrar para as empresas o que vem por aí neste ano em termos de visibilidade nos principais veículos do país e, por que não (?), do mundo.

A iniciativa de Ronaldo - muito bem vinda, diga-se de passagem - de estampar a marca AACD no uniforme do clube também pode ter sido uma estratégia para mostrar para possíveis patrocinadores, imprensa e blogueiros que aquele espaço no uniforme tem, sim, muito valor e pode trazer um grande retorno. Afinal, muito se falou sobre a ação, inclusive aqui no Radar Esporte.

Tem que se pensar em tudo, sempre. Pois, se tudo não sair como o planejado, o Corinthians pode ter sérios problemas com o departamento de 'contas a pagar' no futuro.

Vamos aguardar os próximos capítulos...

Posts Relacionados:
Mais (ou menos) Corinthians
Corinthians e AACD: Uma ação do bem.
Corinthians e a novela do patrocínio.

3 comentários:

Fabricio disse...

Muito bom o questionamento. Eu acho que por já estarmos em março praticamente, o Corinthians terá dificuldade para conseguir um contrato a longo prazo. Isso, também porque não sabemos se o Ronaldo irá continuar no ano que vem...

Bruno disse...

Fabricio, concordo com você.
Acredito que o Corinthians possa ter perdido o "timing" de fechar com alguns patrocinadores, mas não podemos deixar de lado o peso da marca Corinthians somado ao nome do Ronaldo.
Fico me questionando: "imaginem se na estréia do Ronaldo o Corinthians apresentar um patrocinador que já está fechado e não foi divulgado...".
Pode parecer loucura, mas temos que esperar.

Dida disse...

Fabrício, obrigado pela visita e pelo comment.

Também me pergunto a mesma coisa, o quão longo vai ser esse acordo ...espero que eles estejam amarrando bem todas as pontas desse contrato - se é que ele existe.

E, Brunão, se o Corinthians apresentar o patrocinador na estréia do fenômeno, o clube vai se sair MUITO BEM. Mas também há o outro lado, todos já podiam estar capitalizando em cima disso agora...são muitas as possibilidades, só espero mesmo que não estejam depositando todas as fichas no Ronaldo