12 de dezembro de 2008

Seleção Brasileira & Nike | Nostalgia

Mais um para a seção Nostalgia do Radar Esporte.

Na minha opinião, este comercial foi um dos mais marcantes da parceria entre Nike e Seleção Brasileira de Futebol. Grande recall entre os brasileiros e no exterior não é diferente.

Nesta época, houve uma série de fatores que contribuiram para construção do status que o futebol alcançou no mundo. A seleção brasileira com certeza foi um deles. Após conquistar a Copa do Mundo de 1994, o Brasil era considerado o grande favorito para a Copa de 1998. Com Ronaldo e Cia., o mundo inteiro acreditava que só podia dar Brasil - como todos sabem, o final da história foi bem diferente.

Além do fator seleção brasileira rumo ao pentacampeonato, Ronaldo, o Fenômeno, foi, sem dúvida, fundamental para esta nova fase do futebol mundial. Jogadores com contratos de valores cada vez mais altos, a nova condição do futebol brasileiro como grande exportador de atletas, a onda de comerciais com atletas, a emigração de um número cada vez maior de jogadores (e cada vez mais jovens) de diversos países, inclusive do Brasil, para o novo centro do futebol mundial, a Europa, que se estabeleceu de vez como o principal mercado deste esporte no mundo e a evolução nos meios de comunicação, que literalmente disseminaram o futebol por todos os cantos do planeta, foram algumas das alterações que passamos a ver a partir desta época.

Mais do que um simples comercial, que dava início a uma parceria histórica entre CBF e Nike, esta campanha é, na minha opinião, um marco entre o que conhecíamos por futebol até mais ou menos 1994 e sua nova fase, que vem se estendendo até os dias de hoje.



Bem que podiam trazer essa magia de volta. =)

3 comentários:

Rafael Farina disse...

Esse comercial tem uma curiosidade muito marcante: em um dado momento,eles estão na pista do aeroporto, e a bola passa perto da janela do avião, onde está sentado um "senhor" de terno e gravata. Esse homem nada mais é que o artilheiro FRANCÊS Eric Cantona, que foi ídolo no manchester united durante anos.
O fato tragicômico é que meses depois, nós perdemos a final da Copa justamente para a França. Coincidência? Azar? Destino? Bullshit?

Bruno disse...

Perfeito, Dida.
O engraçado é que era um time que além de Ronaldo&Romário, tinha outras estrelas, como Denílson, Zé Roberto, Roberto Carlos etc. Todos juntos, cada um no seu papel, e todos com a Nike.
Hoje em dia temos sempre duas ou três estrelas e o resto apenas como coadjuvantes.
Como você disse, podiam trazer essa magia de volta. Nos comerciais, e na seleção. Quem sabe o Fenômeno volte a brilhar e fazer parte disso tudo!

Dida disse...

Rafa, essa do Eric Cantona eu não sabia, hein? Muito boa...