12 de abril de 2010

Nike e a volta de Tiger Woods



Na última semana, este comercial da Nike com Tiger Woods gerou muita discussão.

Criado pela Wieden+Kennedy, o filme traz a voz do pai de Tiger gravada antes de seu falecimento em 2006 e, por incrível que pareça, a mensagem dita por ele tem uma forte ligação com o momento pelo qual o atleta vem passando desde que sua vida sexual foi escancarada na mídia.

Para uns, a Nike exagerou na dose; para outros, o filme é mais do que feliz.

Na minha opinião, este filme só vem a confirmar uma postura que a Nike como patrocinadora tem com alguns de seus atletas - pelo menos os melhores de seu "portfolio".

Enquanto alguns patrocinadores simplesmente abandonaram o atleta, a Nike esperou, bem quieta, o momento certo para retornar junto com um dos melhores jogadores de golfe de todos os tempos. Deu no que deu; milhares de pessoas falando sobre o filme...

E, como falei anteriormente, não é a primeira vez que a Nike faz isso. Isso mostra que a Nike está conectada, acima de tudo, com as realizações e o potencial que aquele indivíduo tem como atleta profissional.

Foi assim com Kobe Bryant, Jordan, Ronaldo e tantos outros... por que desta vez teria de ser diferente?

Um comentário:

couto10 disse...

Inteligente e solidário. É aceitável que outros patrocinadores o tenham abandonado. Mas a Nike, uma marca de material esportivo, como o próprio post indica, está ligada ao nome Tiger Woods pela sua eficiência dentro dos gramados, e não fora deles. Em momento algum a Nike escolheu patrocinar o atleta americano pela sua personalidade. E desta vez tirou proveito do episódio para passar uma mensagem que vale para qualquer esportista: Não importa o tamanho da merda que o atleta fez com sua vida pessoal. No final das contas, se o desempenho esportivo dele continuar lhe rendendo títulos, nada mais interessa.